Após 27 anos, o Flamengo volta a ser Campeão Brasileiro de polo aquático masculino

por Zeca Santos;

Em 1994 o Clube de Regatas do Flamengo, com seu super time(da época) fez uma primorosa partida contra um outro tradicional time carioca, o Tijuca Tênis Clube que tinha em seu escrete um jovem promissor, já de seleção brasileira George Chaia. Que por acaso é o atual técnico desse novo timaço rubro negro.

o ex artilheiro do Tijuca tênis clube e da seleção, George Chaia atual técnico campeão pelo mengão,num chamego
com seu netinho Matteo

O polo aquático foi oficialmente inventado no fim do século XIX, embora existam desportos ancestrais ao polo aquático praticados desde o início do século XVIII. Era conhecido como rugby aquático , foi o primeiro desporto coletivo masculino a entrar nas Olimpíadas dos tempos modernos em 1900 na França.

O Troféu Brasil de Polo Aquático 2021 contou com 8 equipes do eixo Rio/SP divididos em 2 grupos de 4 cada, que jogaram entre eles no sistema de chaveamento. São eles: A=> Clube de Regatas do Flamengo, Esporte Clube Pinheiros/SP, Clube Atlético Paulistano, Clube Paineiras do Morumbi; B=> Fluminense Football Club, Sesi/SP, ABDA e Tijuca Tênis Clube.

No polo aquático as equipes devem executar as suas jogadas em 30 segundos. O jogo é dividido em quatro partes de 8 minutos de tempo útil (o tempo para sempre que a bola sai dos limites da piscina, um técnico ou capitão pede tempo, ocorre alguma falta, ou um dos árbitros assinala alguma coisa com o apito)

O polo aquático é um esporte coletivo, disputado em piscinas(na versão olímpica) de no máximo 30 m., com equipes compostas de 13 jogadores, sendo 7 na água e 6 no banco que podem ser trocados a todos os momentos. O campo tem 20 m entre os gols, e 10 m de largura.

O polo aquático, por ser esporte de piscina, é regulamentado pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos(CBDA) que segue as regras da Federação Internacional de Natação(FINA).

Atualmente, desde 2016,(desde dos Jogos do Rio) foi criada a Liga Brasileira de Polo Aquático (PAB) foi criada com o objetivo de difundir a modalidade no Brasil. A Liga Brasileira de Polo Aquático(PAB) foi fundada com a participação de dez clubes em março de 2016: Clube Atletico Paulistano (SP), Clube Jundiaiense (SP), Clube Paineiras do Morumby (SP), Clube de Regatas do Flamengo (RJ), Esporte Clube Pinheiros (SP), Tijuca Tênis Clube (RJ), Fluminense Football Club (RJ), Clube Internacional de Regatas (SP), Associação Brasileira “A Hebraica” de São Paulo (SP) e Serviço Social da Indústria – SESI-SP (SP).

Cristina Callou, surpevissora CBDA com o atual presidente da PAB Alessandro Checchinato….; Callou nos disse´´ A CBDA tem um acordo com a PAB em que eles são os responsáveis por organizar os eventos nacionais. Esse era o acordo de origem. Hoje a CBDA ampliou um pouco esse acordo e o Presidente da PAB também é o Diretor de Polo da CBDA.´´Já Checchinato…´´tudo ocorreu como planejado, e o melhor ouvir que os diversos estrangeiros gostaram da estrutura e do nível da competição…´´

Para essa competição os clubes cariocas se reforçaram com jogadores estrangeiros o Fluminense com 2 italianos: Giacomo Bini, Michele Mezzarobba; no Tijuca 1 sérvio Uros Vasic e 1 espanhol Ferran Pascual ; no Flamengo tivemos 1 holandês: Jesse Koopman e o espanhol : Albert Espanol. Pela regra do campeonato só podem ter 2 estrangeiros por time. A saber que o jogador Albert Espanol é atleta olímpico tendo disputado os jogos de Londres 2012 e do Rio 2016.

artilheiro do campeonato com 19 gols em somente 4 jogos, já que seu clube o Tijuca Tênis Clube,não passou para as semi-finais.

Já os clubes paulistas mantiveram seus atletas e valorizando novos talentos feitos em casa.

A competição ocorreu no Parque Aquático Fadel Fadel do Clube de Regatas do Flamengo, na cidade maravilhosa, em plena Lagoa Rodrigo de Freitas, zona sul carioca.

Fique conosco deixe seu comentário, inscreva-se em nosso canal no YouTube  Te Vejo Aqui by Zequinha, pois é nele que você leitor seguidor e fã tem acesso as entrevistas exclusivas e aos teasers de nossas matérias e não deixe também de curtir e comentar ou ate compartilhar nossas dicas e informes  na página do Facebook TE VEJO AQUI atualizada pelos nossos profissionais . E não deixe de nos seguir no Instagran @tevejoaquibyzequinha Também estamos no Sound Cloud como Zequinha Santos Fotos.

Nas semi-finais o encontro das grandes potências do esporte, historicamente falando o Fluminense Football Club , o mais tradicional e com maior número de títulos nacionais, 10(somente durante os anos 90/00), seguido do Esporte Clube Pinheiros/SP com 8(somente nos anos 2000), SESI/SP com 3( a apartir de 2014, a saber o menos tradicional dos times) e o Flamengo com 1(nos anos 90)

Lamentavelmente, nessa temporada perdemos o Botafogo Futebol e Regatas que possui 4 títulos nacionais( só nos anos 90) e por anos cederam atletas para seleção nacional.

Na semi-final 1 um tradicional clássico carioca para todos os esportes um FLA x FLU com vitória rubro negra em 16×5. Já na semi 2 foi a vez dos paulistas se enfrentarem ECP x SESI e venceu a tradição, o Pinheiros por 11×7.

Definidas as disputas de medalhas, disputando o bronze FLU x SESI/SP e o ouro FLA x ECP/SP

O Fluminense, com seus 2 italianos além da rapaziada feita em casa, comandados pelo ex artilheiro e capitão do time, André Raposo venceu o SESI/SP em um jogo tenso até o final, já que os tricolores perderam na 1*rodada por 6×5.. Partida decidida no ultimo minuto com acerto do ataque tricolor encerrando em 7×6.

equipe do SESI/SP encerra em 4*lugar, parabéns a todos.
o multi campeão Fluminense Football Club terminou com o BRONZE, mostrando que a tradição deve ser respeitada.

A jornada dos finalistas começou já na primeira rodada entre ambos com vitória rubro negra por 9×5, na 2*rodada FLA 13 x 5 CPM e o ECP derrotou o Paulistano por 17×2(maior goleada da competição) na 3* o FLA venceu o Paulistano por 16×5 e o Pinheiros ganhou da ABDA por 11×9 na quarta rodada FLA 11×5 SESI/SP e ECP 16X8 CPM. Dai surgiram as semi-finais e o jogo final,

O jogo, como já era esperado, muito equilibrado lá e cá o tempo todo.

Rafael Vergara, foi destaque do ECP, teve atuando na temporada passada na Sérvia no clube Partizan… e em última mão nessa temporada ele estará atuando em Long Beach/CAL…sorte a ele.
a vibração rubro-negra era forte ao longo do jogo.

E bem no final do último quarto o anfitrião consegue abrir 2 gols encerrando o placar em 7×5. Quebrando assim um jejum de 27 anos sem títulos com a equipe principal masculina.

é assim que se comemora uma vitória todos acabam na água.Parabéns aos atletas e comissão técnica.

Colocação Final do Troféu Brasil de Polo Aquático 2021: CAMPEÃO=> Clube de Regatas do Flamengo; VICE CAMPEÃO: Esporte Clube Pinheiros; BRONZE: Fluminense Football Club; 4* lugar: SESI/SP; 5*lugar: ABDA(surpreendendo a todos); 6* lugar: Clube Atlético Paulistano; 7*lugar Clube Paineiras do Morumbi; 8* Tijuca Tênis Clube(ressurgindo das cinzas, num belíssimo trabalho do professor Solon Santos que foi um ícone do esporte na década de 80, tendo sido atleta olímpico nos jogos de 1984)

equipe do Esporte Clube Pinheiros de São Paulo, foi VICE CAMPEÃ. Jogou com: Egson Jurisic, Eduardo Mahfuz, Thomas Borges, Luca Sasso, Marcelo Franco, Bruno Chiappini, Rafael Vergara, Guilherme leivas, Iosse Alonso, Ives Alonso, Ricardo Guimarães e Rafael Salonikios. Sendo Roberto Chiappini e Ricardo Filipin como técnicos.

O Flamengo além do título conseguiu que seu jogador JOÃO PEDRO FERNANDES, que esteve atuando na Sérvia, fosse o MVP do campeonato e ainda o GOLEIRO MENOS VAZADO. Muitos aplausos a ele que foi um gigante diante do gol.

o Flamengo jogou com: Alexandre Mendes, Frederico Carsalade, Cesar Queiroz, Felipe Ferreira, Albert Español, Bernardo Gomes, Henrique Lopes, Heitor Carrulo, Guilherme Gomes, Caio Lima, Jesse Koopman, Felipe Carsalade e João Pedro.
Tendo George Chaia e Ilana Pinheiro como técnicos

A coluna agradece a PAB, na pessoa do MarceloFerreira pelo nosso credenciamento, a CBDA na pessoa de Cristina Callou pelo convite aos técnicos André Raposo( do Fluminense) e Solon Santos(do Tijuca)pelas informações.

Todas as fotos e imagens usadas nessa matéria são do fotógrafo e nosso editor Zeca Santos. E as artes feitas pela PAB.

A coluna parabeniza todos os atletas e comissões técnicas, a organização da competição e informa que o campeonato foi realizado tudo dentro das normas previstas pelo Ministéiro da Saúde , em função desse momento pandêmico que ainda assola nosso país.

fazem parte da história do polo aquático brasileiro e rubro negro Maurício Pires, os olímpicos Fernando Carsalade, Ayrton e Fernando Rocha, o futuro Felipe Carsalade e a lenda Antônio Canetti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s