Tiquira Guaaja, uma bebida sofisticada 100% brasileira

por Zeca Santos;

A Tiquira, é o destilado mais antigo do Brasil, que tem origem entre nossos primeiros habitantes, os índios, os reais donos dessa terra de varonil. Em cerimônias especiais os nativos produziam e consumindo o Cauim, um vinho fermentado da mandióca(=aipim).

227

Com a chegada de alambiques, trazidos pelos colonizadores,o Cauim e depois o Mosto fermentado foram destilados e ai sim obteve-se a Tiquira. O nome Tiquira vem do dialeto Tupi-Guarani, que significa´Ti- Kira´= líquido que goteja. 

264

Com as nossas idas e vindas ao Maranhão(nordeste brasileiro), descobrimos que a Tiquira,essa bebida ancestral, é típica da região dos Lençóis Maranhenses, mais especificamente do povoado de Santo Amaro, lado oeste dos Lençóis, considerada a pérola do estado maranhense.

 

275

E como apreciador de boas bebidas, nosso editor conheceu a melhor das Tiquiras, Guaaja Tiquira. E fomos visitar e conhecer o processo de fabricação direto na fábrica, que se encontra  a 2 km da entrada do povoado de Santo Amaro.

Percebemos que o processo é artesanal mesmo com pouquíssimos funcionários (são apenas 8), fabricada com o mais alto padrão de qualidade, que mantém todas as características originais.

Seus rótulos fazem alusão a fauna local, os funcionários também são mão-de-obra local e a matéria prima( a mandioca) também é produzida na região.

A Tiquira Guaaja foi fundada em 2012 pela imigrante alemã,mais carioca que se conhece, Margot Stinglwagner, com objetivo de produzir uma bebida única no mundo, um destilado de mandioca.

064
Margot Stinglwagner, a alemã que se apaixonou pela pérola maranhense, e nos apresentou a bebida destilada mais antiga e premiada do país.

A Guaaja é uma bebida sofisticada, considerada´tropical chic´, 100% brasileira e de reconhecimento internacional.

Muitos são os aspectos que diferenciamo destilado de mandioca dos demais produtos existentes no mercado nacional e internacional. Começando pela matéria-prima com raiz na tradição cultural dos primeiros habitantes do Brasil. Em seu processo de produção, todas as garrafas são lavadas com o próprio produto antes do engarrafamento, de forma a garantir o seu grau de pureza e excelência.

20190531_095508

As Guaajas Tiquiras se diferenciam pelo tempo e processo de armazenamento:  por 6 meses nos tonéis de aço inox temos a prata(com o rótulo de guarás vermelhos), e 1 ano nos barris de amburana(com o rótulo de onça pintada) e de carvalho(com o rótulo de carcará).

82ac2efa-d1f7-4cd0-8acc-88618ea0acaf

Fique conosco deixe seu comentário, inscreva-se em nosso canal no youtube  Te Vejo Aqui by Zequinha, pois é nele que você leitor seguidor e fã tem acesso as entrevistas exclusivas e aos teasers de nossas matérias e não deixe também de curtir e comentar ou ate compartilhar nossas dicas e informes  na página do facebook TE VEJO AQUI atualizada pelos nossos profissionais Antônio Correia e Zeca Santos. E não deixe de nos seguir no instagran @tevejoaquibyzequinha.

060

Todas as fotos e imagens usadas nessa matéria são do fotógrafo e nosso editor Zeca Santos. Maiores informações pelo mail: contatos@tiquirabrasil.com ou pelos tels: +55(21)995131298 // +55(21)995136594

061
A Tiquero, é o mais novo produto da família Tiquira Brasil, é um mix de especiarias locais adicionada a Guaaja prata e deve ser servido bem gelada. Basta deixar no congelador e retire na hora de servir.

A Guaaja Tiquira foi concebida para proporcionar a degustação desse destilado ancestral, pode ser pura, ou com gelo ou em drinks sugeridos pela bar tender premiada Jéssica Sanches.

digitalizar0022

Agradecemos a Margot Stinglwagner pelo convite e hospitalidade e parabenizamos a marca pelo convite a participar do maior evento de destilados do mundo o Bar Convent em Berlin(Alemanha) a se realizar em Outubro/2019.

Anúncios

Um comentário sobre “Tiquira Guaaja, uma bebida sofisticada 100% brasileira

  1. Destilado da mandioca bem interessante a riqueza de matéria prima que encontramos nesse imenso Brasil que é produzido por um estrangeiro, a alemã Margot Stinglwagner. A cachaça Leblon também é produzida em Minas Gerais por um alemão.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s