Consciência Negra, porque só 1 dia?

Existe uma história do povo negro sem o Brasil. Porém, não existe uma história do Brasil sem os negros.´´Essa máxima é mais do que verdade,e a nossa sociedade continua se mostrando hipócrita.

Um país que foi o maior escravagista do mundo, um povo que devido a miscigenação o faz ser o mais bonito do mundo. Um país que possui 85% de sua população negra. Um país que de ariano puro não tem nada. Tem a coragem de criar 1 dia, somente 1 dia, 20 de novembro, para se falar sobre Consciência Negra, tratar de cultura, gastronomia negra. Como pode isso? Deveria sim, ser todos os dias. Ninguém ouve falar do dia da consciência branca ou nipônica ou hispânica ou itálica, anglo saxônica.

012
segundo a pedagoga Lucimar Adão´´Um dia de conscientização humana é importante! Mas nossa luta é diária, principalmente entre os negros, pois ainda estamos em cativeiros sociais que perpetuamos por nossas próprias atitudes. Ser negro não é fácil… Nunca foi!´´

Na Escola Municipal José de Alencar, foi feito um debate sobre´´Mulheres Negras Racismo, Consciência Negra´´, estiveram presentes a atleta medalhista olímpica pelo atletismo Evelyn Santos, a professora e pedagoga Lucimar Adão, a modelo angolana Eli Nguidi, a atriz e ex atleta olímpica pelo volleyball Lica Oliveira e ainda na mesa a ex aluna da escola Nathalia Xavier. A escola fica no bairro das Laranjeiras, zona sul carioca.

035

Vale ouvi-las e pensar…;

036

Resgatamos trabalhos da ex aluna Nathalia Xavier…;

Ouvimos ainda a jornalista e escritora Eliana Santos Cruz e a atriz e produtora Luíza Avelar, e mais uma vez constatamos que não é preciso ter cotas para negros ingressarem nas faculdades basta sim ter competência e determinação. Alias, esse sistema de cotas  é a maior demostração de racismo e segregação racial criado por um governo totalmente corrupto e sem a menor preocupação com a educação do seu povo. Ter cotas significa dizer que você só entrará numa faculdade por ser negro e não por ser estudioso ou inteligente. Isso sim é um absurdo.

Uma sociedade tão hipócrita, que só valoriza as mulatas, no período do Carnaval, festejo oriundo da cultura negra, como o jongo, esquecida dança dos quilombos.

Não precisamos de 1 dia, precisamos sim RESPEITAR  a todos dizer NÃO ao racismo, preconceito racial é crime, afinal somos todos humanos e iguais anatomicamente falando, respeitar as culturas, ninguém pode ser condenado somente pela cor da pele, vamos acordar vamos deixar de sermos hipócritas e nos fazer valer.

Fique conosco deixe seu comentário, inscreva-se em nosso canal no youtube  Te Vejo Aqui by Zequinha( criado pelo nosso videomaker Daniel Azevedo), pois é nele que você leitor seguidor e fã tem acesso as entrevistas exclusivas e aos tisers de nossas matérias e não deixe também de curtir e comentar ou ate compartilhar nossas dicas e informes  na página do facebook TE VEJO AQUI atualizada pelos nossos profissionais Antônio Correia e Zeca Santos. E não deixe de nos seguir no instagran @tevejoaquibyzequinha.

pp
Mônica Oliveira, a intelectual e assessora, é mais esperançosa quando nos afirma que..´´Podemos fazer no Brasil uma nova historia com conhecimento profundo, intendimento  Do porque da necessidade da história ser contada e respeitada.´´

Negro não é bicho exótico, negro é RAÇA, negro não quer esmola, negro é excelente nos esportes, nas letras , nas artes, nas ciências, negro é ser humano de carne e osso sangue vermelho. Negro tem cultura e religião, negro ensina aprende, sorrir e chora, até se apaixona e recita, canta e dança. Negro vibra, é fibra, é valente, carente. Negro, também é bandido, professor, general, médico, porteiro, cozinheiro, maquiador, modelo, jogador seja lá o que for. Alguma diferença de qualquer outra raça?? Então NEGRO QUER RESPEITO E IGUALDADE, pois nós temos a mesma dignidade, competência, afinal somos brasileiros, que é tudo junto e bem misturado.

Todas as fotos usadas nessa matéria são do fotógrafo e nosso editor Zeca Santos e as imagens de Daniel Azevedo.

Um depoimento em muito nos assustou ao conversarmos com um jovem de 20 anos, universitário, morador da favela da Rocinha, que tem ali como seu mundo, nos confessou que..´´Racismo são os próprios pretos que imaginam,,,´´…´´ pois aqui na favela todos tem apelidos como ´´negão´´, macaco´´ esquisito´´e enquanto estamos entre a gente todos não se incomodam. Basta descer ir pro asfalto, prum shopping se chamarmos alguém pelo apelido normal pra gente as pessoas de fora vão achar um absurdo..´´…Uns se doem tanto a ponto de processar e tal, outros cagam tanto que só atendem por seus apelidos…´´Preconceito é um problema pessoal..´´

Realmente devemos tratar desse assunto que é muito sério nas escolas como dize o produtor artístico Ivanir, no início dessa matéria. O racismo é crime e é um problema de todos.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s