4*Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-Brasileiras

por Zeca Santos;

O Prêmio Afro Brasileiro(PAB), chega a sua 4*edição de resistência e luta. Numa parceria vitoriosa entre a Petrobras e a Fundação Cultural Palmares. Ouvimos o presidente da Fundação falar da importância da raça negra.

O Prêmio Afro Brasileiro(PAB), é o primeiro prêmio nacional que reconhece projetos de cultura afro-brasileira.

20171052

Nessa noite mágica e estrelada tivemos a transformação do tradicional teatro Rival Petrobras, (na Cinelândia bem no centro político carioca) num imenso cabaré, um lugar onde se podia sonhar e até mesmo poder realizar os sonhos de alguns privilegiados batalhadores. Benvindo ao Cabaré dos Sonhos, um musical preto brasileiro, para homenagear os fazedores da arte afro-brasileira  Como não perdemos tempo fomos direto ao diretor do espetáculo, Elísio Lopes Jr. para saber mais sobre essa fabrica de sonhos, vale ouvir.

Esse musical é estrelado por Rosa Marya Colin, que vive a Madame Rosê, a dona do cabaré.

20170925

 

E ainda no elenco, a atriz angolana, Heloísa Jorge, vivendo Lolô Angolana.

20170888

 

A musa do passinho Lelêzinha, vivendo Lili Toma Tudo…;

20170893

 

Ariane Souza, que vive Naná Baiana e o mestre de cerimônia,o souvenir, o ator Orlando Caldeira.20170826

 

A proposta desse musical, Cabaré dos Sonhos, é provocar uma contracena entre a realidade e ficção. Sendo o ápice as premiações dos melhores sonhadores.

20170972

E uma noite Afro pede turbantes de todos os tipos…

 

006

Tecidos étnicos….

 

 

E em noite de festa Afro, também é momento de reflexão sobre a questão do negro no Brasil, e fizemos apenas 1 pergunta aos convidados´´Porque o negro ainda é marginalizado logo aqui no Brasil´´? e obtivemos respostas interessantes.

Aos convidados um gift cultural, um livro de Fernando Conceição´´Milton Santos, uma biografia´´

20170731_201003

E voltando ao mundo dos sonhos, canções poesias e interpretações foram juntadas e interpretadas por um elenco de atores negros celebrando assim o talento da raça negra.

 

O Rival Petrobras estava lotado, agradando em cheio os mais de 400 convidados, que aplaudiram de pé, onde foram envolvidos em um cenário misterioso, mágico e ao mesmo tempo lúdico.

20170803

Esse prêmio é de fundamental importância para um objetivo estratégico da Fundação Palmares, afinal o objetivo é promover as políticas públicas que elevem a mobilidade social e apresentar uma maior visibilidade da cultural afro brasileira.

008

 

20170760

E o desejo de se fazer uma noite de pérolas negras chega na realização dos sonhos daqueles que superaram obstáculos, carências, que com suas capacidades criativas foram a luta e com seus talentos venceram.

 

E na platéia prestigiando e aplaudindo os novos talentos diversos consagrados entre os quais destacamos Decco Torres, Chef Dida, Vandinha Ferreira, babalawô Ivanir dos Santos, Lilian Valeska, Deo Garcez,Adriana Bombom, Luiz Miranda e Lázaro Ramos  que  foi o maior nome da FLIP/2017 em função do lançamento do seu livro ´´Na Minha Pele´´. Seu livro que junta autobiografia e questões raciais.( já a venda nas melhores casas do ramo).

20170812
Lázaro Ramos, que foi o mais assediado da noite afirmou que “Existe todo um discurso de que não há racismo no Brasil.Mas quem é negro como eu sabe que a cor é motivo de discriminação diária, sim”.

 

20171068
nossas pérolas negras, muito talento reunido.

Fique conosco deixe seu comentário, inscreva-se em nosso canal no youtube  Te Vejo Aqui by Zequinha( criado pelo nosso videomaker Daniel Gomes), pois é nele que você leitor seguidor e fã tem acesso as entrevistas exclusivas e aos tisers de nossas matérias e não deixe também de curtir e comentar ou ate compartilhar nossas dicas e informes  na página do facebook TE VEJO AQUI atualizada pelos nossos profissionais Antônio Correia e Zeca Santos.

 

Como todo bom musical tivemos uma banda espetacular formada por Eziel Oliveira no sax alto, Moises Junior(sax tenor), Luiz Otávio no teclado; Thaizinho Costa no contrabaixo; Felipe Martins na bateria; e Vanderlei Silva na percussão.

20170849

Todas as fotos e imagens usadas nessa matéria são do nosso fotógrafo e editor Zeca Santos.

 

A noite dos sonhos chega ao final e aos sonhadores que botaram a cara, que fizeram corpos se moverem ao som de suas canções, que idealizaram arte, que fizeram cabeças pensar. A esses sim são merecedores de muitos aplausos.

 

E o Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-brasileiras, mais uma vez faz história, contribuindo para mudar a história. Deixa um legado e um espólio genuinamente brasileiro. É a chance de se falar em cena sobre quem somos de verdade. Vida longa a esse prêmio.

 

Rosa Marya Colin, na pele de Madame Rosê, fechou a noite com “Viva nós! Viva o artista negro brasileiro!”

20171021

 

Um comentário sobre “4*Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-Brasileiras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s