Larissa Oliveira bate recorde sulamericano e supera índice

por Zeca Santos;

Após uma manhã  morna,sem resultados expressivos,os atletas chegaram na final(período da tarde) do penúltimo dia da seletiva olímpica da natação brasileira dispostos a causar grandes emoções.

A nadadora paulista que defende o Esporte Clube Pinheiros/SP ,Larissa Oliveira, que ao longo da competição já bateu na trave por 2 vezes em seus índices,caiu na água determinada e com turbo(pernada de 6 tempos) ligado tornando a disputa com a pernambucana do Sesi/SP Etiene Medeiros da prova nobre feminina os 100 metros nado livre acirradíssima,levando o público presente ao delírio. Em conseguência,Larissa quebrou o recorde sulamericano, que era de Etiene, superando, junto com Etiene, o índice olímpico.

230
recorde sulamericano e as 2 primeiras nadadoras com índice

O melhor de tudo tornou nosso revezamento mais competitivo…a saber revezamento é composto pelas 4 primeiras da prova com direito a uma reserva, ou seja a quinta colocada também pode vir a ser chamada.

356Etiene Medeiros, Larissa Oliveira, Daynara de Paula. Garantidas nos Jogos do Rio.

Após essa primeira grande emoção, os nadadores Leonardo de Deus( Corinthians/SP), Guilherme Guido e Fábio Santi ambos do Esporte Clube Pinheiros/SP disputaram até o final da prova dos 200 metros costas que teve Leo de Deus como vencedor e índice para participar de sua segunda olimpíada, seguido por Guido e Santi… a saber o nado de costas é o único que sai de dentro d´água.

272

390

386
Leonardo de Deus, garantido em 2 provas.

Lamentávelmente nem tudo é festa, um estilo que não evoluiu em nada nos últimos anos foi o peito feminino, sem duplo sentido, estamos falando tecnicamente nossas nadadoras não evoluiram em nada basta ver que na final temos o maior número de estrangeiras nadando e a vencedora uma argentina radicada no Unisanta/SP…Mas o melhor é que aquela eleita por você leitor seguidor e fã´´a Musa´´da seletiva subiu ao pódium na final nacional ficando com o bronze.

422
final internacional
434
final nacional

425musa Juliana Marangoni Marin Grêmio Náutico União.  

E como dizem que o melhor fica pro final, assim foi na prova do 200 metros medley que contou com a participação do medalhista olímpico Thiago Pereira que defende o Minas Tênis Clube e o também olímpico,seu discípulo, Henrique Rodrigues do Esporte Clube Pinheiros/SP disputaram braçada a braçada literalmente a prova inteira e o resultado não podia ter sido outro um empate, acreditem empataram, causando muita alegria em um e um certo descontentamento em outro, porém a confirmação do índice olímpico.

309

453

465
o mestre Thiago Pereira, seu discípulo Henrique Martins empataram e com índice. 

Fique conosco, comente, visite nossa página de mesmo nome no facebook TE VEJO AQUI, lá você encontrará entrevistas exclusivas e tisers de nossas coberturas.. ainda tem mais por vir.

310

324
os olímpicos Flavia Nadalutti e o medalhista Ricardo Prado 

 

333

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s